Resultados financeiros e prestígio empresarial; bons salários e boas condições de trabalho, que fazem a diferença positiva na produtividade e no atingir os objectivos, não acontecem se não existirem boas lideranças, determinantes no sucesso das equipas e dos resultados finais.

O sucesso ou insucesso de uma organização depende da sua liderança (processo comportamental para influenciar indivíduos e grupos, tendo em vista objetivos estabelecidos; Barrow, 1977), porquanto esta influencia a cultura da própria organização.

As organizações de maior sucesso têm uma liderança de excelência orientada pelos resultados, são estruturadas em boas práticas e estão associadas a uma mentalidade ganhadora que alia visão com capacidade de agir.

Não há ninguém tão líder que não possa ser mais e melhor líder

Os líderes sabem que precisam de aprender em permanência para liderarem com eficácia, sabem que a liderança é uma competência treinável e controlável!

Na ECV, contribuímos para a formação a partir da realidade concreta de cada formando, trabalhando com ferramentas produzidas no âmbito de um já longo processo de investigação académico, tendo por base o Modelo da Eficácia da Liderança (Gomes, 2018).

Na ECV, cada participante, co-autor do seu processo de aprendizagem, é convidado a implementar estratégias de liderança (designados por Plano MUDAR), com o objetivo de ajudar a pensar e a sistematizar as suas ações em contextos reais do exercício de liderança.

A liderança como competência relacional

A liderança concretiza-se na relação do dia-a-dia da do líder com os membros da equipa e na ação percebida pelos outros, sendo condicionada por diferentes fatores ou características situacionais, pessoais do líder e dos membros da equipa. Neste sentido, a liderança será tanto mais eficaz quanto mais o líder conseguir fazer uma boa relação entre as suas ideias, comportamentos e indicadores de monitorização da liderança, tendo, depois, o cuidado de ajustar o seu plano de liderança às características dos seus colaboradores e da situação em que se encontra.

Estilos de liderança

Um estilo de liderança, enquanto ferramenta, não é o estilo de uma pessoa, mas comportamentos aplicáveis em função de um contexto e da maturidade técnica e humana da equipa e de cada um dos seus membros.

O Modelo da Eficácia da Liderança e o Programa de Treino Pro●Líder preconizam três domínios de liderança, cada um dos quais com os seus estilos de liderança:

  1. Transformacional: visão, inspiração, instrução, respeito e apoio.
  2. Transacional: feedback positivo e feedback negativo.
  3. Tomada de decisão: gestão ativa (centralizada e descentralizada) e gestão passiva.

Os mesmos estilos de liderança produzem efeitos distintos em função da situação/contexto onde os envolvidos se encontram, das características do líder e dos membros da equipa, uma vez que estes fatores influenciam o processo de liderança. De um modo geral, a liderança transformacional tende a produzir melhores efeitos do que a liderança transacional, principalmente se for assumida sob a forma de gestão ativa descentralizada. 

Para refletir

A liderança será tanto mais eficaz quanto maior for a congruência entre as ideias do líder e o modo como exerce a liderança.

Como proposta para a sua evolução e da sua empresa

Estamos ao seu dispor nas formações e na consultadoria que disponibilizamos.


Autoria
Nuno Pires

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *